Cálcio e o Coração Agradece

15-08-2015
calcio

Cálcio e o Coração agradece. E se for de origem vegetal, tanto melhor afirmam pesquisadores.

Dependendo da origem, a suplementação de cálcio pode trazer riscos cardíacos, apontam estudos científicos, apontam estudos científicos. Por outro lado, apenas alimentação balanceada não supre as quantidades diárias de cálcio necessárias ao organismo ocasionando no longo prazo, problemas como osteoporose. “A deficiência de minerais no solo e nos alimentos – causada pelo uso sem controle da terra e a adição de agrotóxicos – mostra que a suplementação com minerais orgânicos naturais é fundamental para a nossa saúde. E atenção para a origem desses minerais. Cálcio e outros minerais isolados inorgânicos, moleculares ou quelados podem provocar alergias e eventuais depósitos nas artérias e articulações, com prejuízos cardíacos. Por isso, é importante que esses minerais sejam de origem vegetal, como são os das algas”, explica o químico Jose Celso Guimarães.

A suplementação alimentar por meio de nutrientes vegetais orgânicos, como os das algas marinhas, é a mais nova descoberta no auxílio à saúde, segundo apontam estudos científicos. Além de serem 100% naturais, elas têm uma absorção pelo organismo bem maior do que a que se verifica com outros compostos. Estudo publica na revista cientifica francesa Agro-Food-Industry Hi-Tech constatou que o cálcio de origem vegetal, tem 96% de absorção no organismo, contra 67% de cálcio da dolomita, de origem mineral; e 61% de cálcio de ostra, de origem animal. Estudo feito pela Universidade Federal de Minas Gerais.

Suplementos à base de algas marinhas oferecem ao organismo minerais essenciais a saúde, auxiliando na prevenção de doenças como a osteoporose e osteopenia.

“Com o avanço da idade surgem alterações fisiológicas que podem interferir no estilo de vida do idoso, fazendo com que a suplementação seja necessária. Estas alterações interferem diretamente no estado nutricional do idoso. Estes fatores podem contribuir para o aparecimento de doenças como desnutrição ou obesidade, osteoporose, hipertensão e diabetes”, afirma a nutricionista Camila Prata, do departamento de Nutrição da Phoster Algamar.

MITOS E VERDADES SOBRE O CÁLCIO.

Homens e mulheres precisam da mesma quantidade de cálcio?

MITO. Nas fases anteriores à menopausa, a mulher tem certa vantagem em relação aos homens. Mas, quando entra na menopausa, o nível de estrógeno reduz e a mulher perde sua proteção natural, necessitando de maior ingestão de cálcio.

Para mulheres de 19 a 50 anos e homens de 19 a 70 anos, a dose diária recomendada é de 1000mg por dia. Mulheres com mais de 50 anos e homens acima dos 70 requerem 1200mg por dia. O consumo de cálcio pode acontecer por meio de suplementos como o cálcio de origem vegetal que oferece maior poder de absorção do organismo, assim como uma alimentação composta pelo mineral como: sardinha, laranja, semente de gergelim, salsa, rúcula, manjericão, grão de bico, soja, brócolis e amêndoas.

Existem várias fontes de cálcio?

VERDADE. As fontes de cálcio podem ser de origem animal, sintética e vegetal, esta última extraída de fontes marinhas. O cálcio de origem vegetal tem maior poder de absorção (96%) em comparação com as fontes de origem mineral (67%) e animal (61%)

 

Fonte: Informativo nutricional Phoster Algamar