CASPA E SEBORREIA

22-05-2016
caspa-e-seborreia

Grande parte da população enfrenta no dia-a-dia o desconforto de ter de conviver om o problema da caspa ou da seborreia, doenças que provocam descamação e coceira além de criarem embaraços estéticos. Sobretudo quando se usa roupas escuras. A caspa e a seborreia entretanto são tratáveis e, ao contrário do que muitos pensam não são contagiosas, pois todos têm no couro cabeludo o fungo que desencadeia os seus sintomas, apenas em certos casos eles se manifestam e em outros casos não.  O uso comum de pentes e escovas não transmitem a caspa e a seborreia. A propalada possibilidades de contágio não passa de um mito.

 

CAUSAS DA DOENÇA…

A caspa é uma descamação que atinge partes do corpo e principalmente o couro cabeludo, sendo originada pela produção excessiva da secreção oleosa pelas glândulas sebáceas, que lubrifica e protege a pele. Essas glândulas, espalhadas entre as células, são responsáveis também pela diminuição da secura das camadas mais superficiais da pele, composta de células mais velhas, resistentes e secas, juntamente com as glândulas sudoríparas, que fabricam o suor. O agravamento dessa doença leva a dermatite seborreica, um quadro dermatológico que normalmente requer um tratamento médico específico. Na seborreia, o couro cabeludo se enche de escamas ou crostas, e essas placas acumuladas asfixiam os fios de cabelo, fazendo-os cair.

 A caspa e a seborreia são, portanto, distúrbios cutâneos decorrentes da hiperatividade das glândulas sebáceas, mas suas verdadeiras causas são ainda desconhecidas. A caspa também forma-se, às vezes,  sem que haja qualquer anomalia no funcionamento das glândulas sebáceas. O que se sabe, é que há fatores (internos e externos) que podem contribuir para o aparecimento da doença .

No caso da caspa, a descamação do couro cabeludo pode ser favorecida, por exemplo, pela falta de óleo e gordura na alimentação, permanentes e tinturas demais, dietas rigorosas, hepatites, gravidez ou até instabilidades emocionais. O estresse é um dos fatores que facilitam a multiplicação do fungo que desencadeia os seus sintomas: descamação e coceira no caso da seborreia, podem influir fatores hormonais e a ingestão excessiva de alimentos gordurosos.

O TRATAMENTO…

Havendo persistência da caspa ou já tendo se instalado um quadro de dermatite seborreica é aconselhável que se faça uma consulta ao dermatologista, a fim de detectar as causas primárias da afecção e dar um tratamento adequado ao problema, especialmente no caso da seborreia, que pode ser evoluir para um eczema. A grosso modo, entretanto, o tratamento pode ser feito com uso de xampus e loções medicamentosas, associadas a alguns outros pequenos cuidados no dia-a-dia.

Apesar do tabu de que xampus e loções para caspas e seborreia danificam o cabelo, as fórmulas desses cosméticos procuram cada vez respeitar e proporcionar beleza aos cabelos. Na sua composição, as ervas mais utilizadas são o jaborandi, a raspa de juá, o zanga tempo, a quina e a arnica, além do própolis, substância produzidas nas colmeias pelas abelhas. Os xampus devem ser usados regularmente. Com as loções faz-se aplicações diárias no couro cabeludo, banhos de óleos a cada 15 dias e a inclusão de um pouco mais de gordura na alimentação. Antes de lavar, escove bastante os cabelos, com suavidade, para as caspas se soltarem ao máximo. E não esqueça do condicionador, que deve ser específico para cabelos ressecados. Outra maneira de tratar as caspas é fazer uma massagem no couro cabeludo com um bom hidratante antes de lavar os cabelos.

Num quadro de seborreia, além do uso do xampu e da loção, evite massagens e escovações, bem como abafar ou esquentar a cabeça com lenços, chapéus ou penteados presos. Use sempre secador e água, frios ou mornos, pois o calor acelera a produção das glândulas sebáceas. Procure levar uma vida sadia, com uma alimentação a base de peixes, frutas e saladas temperadas com limão, sem óleo. Use também um condicionador capilar com vitamina E, que é antioxidante e ajuda a controlar a secreção oleosa e a seborreia.