Colesterol o inimigo nº 1 do coração – Parte 2

07-06-2015
Colesterol

Dentre as chamadas “doenças silenciosas”, o colesterol ocupa especial destaque, devido a suas complicações e impactos sobre a qualidade de vida e autonomia dos portadores. Então, após ter conhecido os fatores de riscos e como se prevenir, conheça os benefícios do consumo de EPA e DHA.

EPA (ácido eicosapentaenóico) e DHA (ácido docosahexaenóico) chamados ácidos graxos poliinsaturados são abundantes em fontes marinhas tais como peixes de águas profundas. São considerados essenciais à saúde, porém não são produzidos pelo organismo humano, portanto apenas obtidos através de dieta ou suplementação.

O EPA é conhecido pela capacidade de melhorar a saúde cardiovascular, diminuir níveis de triglicérides e manter níveis de colesterol normais. Além de seu benefício para o sistema cardiovascular, possui função antiinflamatória sendo indicado para suplementação em casos de artrite reumatóide, asma, doença inflamatória intestinal, lúpus eritematoso sistêmico e psoríase.

Há também estudos que demonstram efeito psicoterapêutico em distúrbios como esquizofrenia, depressão e transtorno bipolar.

O DHA é o componente principal das membranas retinianas, nervos e cérebro. É considerado essencial para a manutenção da função cerebral e óptica. Tem se mostrado eficaz em distúrbios associados à memória, acuidade visual, depressão ou transtorno bipolar e Alzheimer. Esses ácidos graxos são chamados de ÔMEGA.

Benefícios do ômega-3 à saúde, associados a uma alimentação equilibrada e hábitos de vida saudáveis:

• Reduz triglicerídeos;

• Promove a boa saúde do coração;

• Reduz stress oxidativo;

• Preserva a função endotelial;

• Reduz a aterosclerose;

• Desempenha ação antiinflamatória;

• Importante para a formação, desenvolvimento e  funcionamento do cérebro e retina; 
• Promove boa saúde dos olhos;

• Reduz os níveis de glicose nos diabéticos

• Tem efeito hepatoprotetor;

• As perdas ósseas são minimizadas.

As perdas de habilidades mentais no envelhecimento são diretamente correlacionadas à deficiência na ingestão de ômega-3, sugerindo-se que o consumo de EPA e DHA sejam incentivados para reduzir as perdas cognitivas e subseqüente incapacitação nos idosos.

Estudos epidemiológicos mostram significativa relação inversa entre o consumo anual de peixe e depressão, quanto mais peixes consumidos, menor a prevalência de depressão clinica grave. Pesquisadores demonstraram que pacientes deprimidos têm, em média menores níveis plasmáticos de ômega-3 do que indivíduos não depressivos, além disso, têm-se encontrado evidências de que a maior gravidade da depressão está associada a níveis mais baixos de ômega 3.

Durante a gestação e até os primeiros meses após o nascimento o SNC se desenvolve rapidamente. Nesta fase de rápido crescimento, o cérebro e muito sensível a falta de nutrientes, e a suplementação com DHA oferece condições para um adequado desenvolvimento do sistema nervoso central.

Estudos populacionais apontam para a contribuição dos ômega EPA e DHA na prevenção da depressão pós – parto, uma patologia que chega a atingir 25% das parturientes e que pode comprometer não apenas o organismo e saúde física maternos, mas influenciar também no relacionamento e estabelecimentos de vínculos afetivos entre mãe e filho.

Se você busca ter uma vida saudável e longa conheça os benefícios do OmegaPURE® que oferece mais EPA e DHA do que qualquer outro resultando em maiores benefícios. Converse com seu médico.