Cuide-se, examine-se, sua saúde agradece!

23-10-2014
prevencao

Prevenção é a palavra-chave para garantir mais qualidade de vida. Certamente, a predisposição genética é um fator importante para cada pessoa, mas influências ambientais e hábitos também têm papel fundamental na manutenção da saúde.

Dentre os cuidados que podem trazer mais bem-estar para o seu corpo, destacamos alguns para você refletir e tentar colocar em prática.

alimentação é um dos principais segredos da beleza e da felicidade, pois tudo o que comemos reflete em nosso corpo e também em nosso humor, portanto invista num cardápio com alimentos ricos em sais minerais, em vitaminas e em fibras. Procure fazer cinco refeições ao dia para manter o corpo bem alimentado com porções menores e tome bastante água, mesmo que não esteja com sede.

Fazer atividade física regularmente também melhora a disposição geral do seu corpo e previne doenças. Mas evite exercícios fortes sem antes consultar um médico e fazer um check-up. Respeite seus limites, pois os músculos, as articulações, os ligamentos e seu sistema cardiorrespiratório devem se adaptar aos novos movimentos gradativamente.

Proteger a pele dos raios solares é muito importante para mantê-la mais bonita e mais saudável. Use diariamente o filtro solar e não fique exposta ao sol entre 10h e 16h para prevenir câncer de pele. Prefira sabonetes neutros, evite banho com água muito quente e use sempre um bom hidratante. Ingerir água, sucos, vitaminas de frutas e água de coco é um benefício a mais para a saúde da sua pele. Levantar peso, ficar sentada muito tempo, caminhar, correr, dar colo ao filho e viajar são algumas ações que realizamos no dia a dia, muitas vezes, sem pensar em nossa postura. Manter a coluna vertebral e os músculos na posição certa é fundamental, portanto procure realizar corretamente os movimentos cotidianos para evitar dores nas costas.

Acima de tudo, cuide de sua saúde emocional e não permita que nada tire o seu ânimo. Busque o equilíbrio, sinta-se bem e fuja do stress, do nervosismo, da depressão e da insegurança, pois esses são alguns fatores que afetam diretamente o sistema imunológico, deixando o corpo mais suscetível a doenças.

Exercite o seu corpo e a sua mente, procurando sempre por atividades que você gosta de realizar. Tenha curiosidade, faça cursos em áreas de interesse, aprenda coisas novas, sinta-se viva! Ter mais momentos de lazer, com atividades que lhe façam realmente bem, que recarreguem as suas energias. Invista em saúde: marcar consultas regularmente (o que inclui fazer os exames prescritos e retornar ao médico, combinado?).

Cerque-se do positivo: tenha pensamentos positivos, busque a companhia de pessoas que se sintonizem nessa frequência, reserve momentos de silêncio: toda mulher que escuta o próprio corpo, sabe como são bem-vindos alguns de instantes de recolhimento e meditação!

Mulher, dinâmica, corajosa, trabalhadora, emotiva, frágil, inteligente, forte, delicada, vaidosa, lutadora, charmosa, esposa, mãe, irmã e muito mais. Há tanto a dizer sobre as mulheres, seus diversos papéis no dia a dia da sociedade. O mundo se transforma e elas se adaptam, participando dele cada vez mais ativamente e contribuindo para torná-lo melhor para você e para aqueles que você ama.

Outubro está aí e como em todos os anos o movimento conhecido em todo o mundo como Outubro Rosa é comemorado em todo planeta. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades. O movimento teve início nos Estados Unidos, onde vários Estados tinham ações isoladas referente ao câncer de mama e ou mamografia no mês de outubro, depois com a aprovação do Congresso Americano o mês de Outubro se tornou o mês nacional (americano) de prevenção do câncer de mamãe de saber mais sobre a doença.

A expansão do Outubro Rosa aconteceu aos poucos, através da iluminação de prédios, monumentos, pontes e outras construções com a cor do movimento. De forma feminina e delicada, a prática conseguiu comunicar-se com todas as culturas do mundo. Seu objetivo nada mais é do que chamar a atenção de um número cada vez maior de mulheres para a realidade atual do câncer de mama, assim como a importância do seu diagnóstico precoce.

É uma doença mais incidente na população feminina, mas também pode ocorrer na população masculina. Porém, há uma boa notícia se detectado precocemente, o câncer de mama tem quase 100% de chance de cura.

Mais comum no público feminino, o câncer pode ser detectado através do autoexame e das visitas periódicas ao médico profissional. Para prevenir é recomendado que se evite a obesidade, através de dieta equilibrada e prática regular de exercícios físicos.

O câncer da mama é o tipo de câncer que mais acomete as mulheres em todo o mundo, sendo 1,38 milhões de novos casos por ano de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Fique por dentro e esclareça algumas dúvidas:

Causas: não há causas específicas. Alguns fatores estão associados ao aumento do risco de desenvolver a doença. A idade, menarca precoce, menopausa tardia, não ter filhos, primeiro filho em idade avançada, não amamentação e uso de terapia de reposição hormonal, fumo, assim como o consumo excessivo de álcool, obesidade na pós-menopausa e sedentarismo. O risco é ainda maior quando parentes de primeiro grau são diagnosticados.

Sintomas: a forma mais comum é o nódulo, geralmente indolor – detectado através do toque. Edemas, irritação ou irregularidades na pele, dor, inversão ou descamação no mamilo, secreção no mamilo e nódulos palpáveis na axila, também podem representar sintomas.

Detecção: através do toque (autoexame) e da realização de exames, como a mamografia.

Tratamento: o tratamento deve incluir a opinião de diversos médicos especialistas. Em sua maioria, o tratamento pede cirurgia e é complementado com radioterapia e quimioterapia/hormonioterapia.

Então, faça sua parte e diga NÃO ao câncer de mama.