DORES. QUEM NÃO AS TEM? Parte 3

06-03-2016
Dor-nas-Costas

Continuando a falar sobre as terapias alternativas para dores:

Psicoterapia

Define-se o conceito de dor abordando os aspectos psicológicos e sociais que desencadeiam ou acompanham as dores. A palavra “pain”, dor na língua inglesa provavelmente vem do grego “poine” que significa “penalização/castigo” e álgico vem do grego “algós”carrasco.  Assim percebemos que a dor é, às vezes, procurada. Embora torna-se doente pode ou não ser uma escolha consciente, mas em nenhum momento se afirma que as dores não sejam reais.  Sempre que contemos raiva, angústia e outros sentimentos negativos estamos aumentando as possibilidades de sofrermos dores, principalmente as musculares. Quando isso ocorre o corpo precisa ser “ouvido” e isso é possível através da psicoterapia.

Sol

A exposição à luz solar permite a sua conversão na retina em impulso neural onde é transmitido ao hipotálamo e glândula pineal, com influência da luz sobre apetite, sexo, sono, calor, emoção e humor. O banho de luz do sol tem: ação antisséptica pela radiação ultravioleta (UVA- B); aumenta a conversão da tirosina em melanina na pele para sua proteção contra o excesso de raios UVA e infravermelhos; também aumenta a síntese das catecolaminas a partir da fenilalanina e I-dopa, na amigdala (agressividade/medo) e hipocampo (memória), dopamina (emoção) e noradrenalina (humor). A exposição de pacientes operados aos raios solares do início da manhã constatou menores índices de estresse, menor consumo de analgésico opióide e redução de custos pela mais rápida recuperação no pós-operatório.

Cores e Luzes

A cromoterapia estuda as cores cuja energia pode exercer funções terapêuticas aptas a serem utilizadas contra os males da Humanidade. A cromoterapia acredita em energia eletromagnética luminosa e em vibrações presentes nas sete cores do espectro solar vistas no arco-íris. A vibração especifica de cada cor atuaria na criação de cada estado de harmonia física e mental. Cada cor possui uma frequência de vibração especifica da energia apropriada à aplicação em determinados sintomas físicos. O azul anula a atmosfera depressiva dos dias nublados, sendo útil nas paredes dos quartos de dormir para facilitar o sono. “O céu de brigadeiro” é azul e inspira calma. Na cromoterapia anti-inflamatória utiliza-se de lâmpadas coloridas, onde a cor escolhida é posta em um bastão direcionado para os chamados chacras (Medicina chinesa) por 30 s. O azul controlaria o chacra da garganta, sendo responsável pelo controle da dor.

Iluminação artificial de ambiente

A ausência de luz causa depressão e ansiedade; a luz ilumina a vida em seus vários espectros traz equilíbrio, alegria e contribui para a cura. O controle da luz, cores, ruídos, temperatura e do tempo traz harmonia, humanismo e bem-estar em unidades de tratamento intensivo, sala de parto, berçário e centro cirúrgico, acelerando a recuperação e alta hospitalar.

Dieta

Potencial ação antioxidante e anti-inflamatória, o prazer da degustação do sabor doce eleva as endorfinas no sistema central, sobretudo no recém-nascido. Alimentos como: gengibre, açafrão, cebola, alho, salmão, azeite, morango, certas pimentas e feno grego, reduzem a inflamação e dor e tem efeito antioxidante.

Leia a parte 1

Leia a Parte 2