Produtos Naturais

Naturais

 Mel – Alimento com Propriedades Terapêuticas

A história nos dá conta que as propriedades alimentícias e terapêuticas do mel já eram conhecidas empiricamente pelos povos da antiguidade. Naqueles tempos remotos fazia-se abundante consumo de mel como alimento promovedor de longevidade e também já se usava o mel na arte e ciências de curar. Alimentando-se de mel, Pitágoras, o célebre filósofo e matemático grego que nasceu certa de seis séculos antes de Cristo, viveu noventa anos, como outros longevos consumidores desse produto. O vigoroso imperador Augusto afirma que o segredo de sua boa saúde residia em usar óleo externamente e mel internamente. Celso, que foi um dos grandes vultos da medicina no primeiro século da era cristã, já afirmava, com base em seus experimentos, que o mel agia como conglutinante sobre as feridas e que atuava como detergente e resolutivo sobre a pele. Em nosso tempo, fase da tecnologia e da comprovação científica, inúmeros laboratórios de pesquisa vem se dedicando ao estudo e desenvolvimento de produtos à base de mel e outros produtos apícolas como a própolis, a geléia real e o pólen, enquanto grandes autoridades médicas, apoiadas em pesquisas sérias e confiáveis, passam a reconhecer as virtudes nutritivas e terapêuticas desse alimento milenar e que vem espalhando os seus benefícios através das civilizações. O mel é um dos alimentos mais puros e ricos da natureza, mas seu consumo como alimento cotidiano infelizmente caiu em desuso com a descoberta e divulgação do processo de fabricação do açúcar, trazendo grandes prejuízos para o homem, tanto do ponto de vista nutritivo quanto terapêutico. Portador de importante ação bactericida e dotado de uma composição química privilegiada, o mel é superior ao açúcar refinado em todos os sentidos e pode, tranqüilamente, substituir o açúcar em qualquer receita. Enquanto o açúcar encerra somente poder calorífico, de combustível, o mel não apenas supre calorias, mas também vitaminas e sais, verdadeiros medicamentos que tonificam e vitalizam o cérebro, os nervos, os músculos e os ossos.

Composição Química do Mel

Em cada 100gr o mel fornece 314 caloria, o que torna um alimento extremamente energético. Para ter-se uma idéia do valor alimentício e terapêutico do mel, basta verificar a sua composição química, onde são encontradas mais de 70 substâncias diferentes, entre as quais figuram enzimas, aminoácidos, hidratos de carbono, vitaminas A, B1, B2, B5, C e os sais minerais mais importantes, como o potássio, o fósforo, o cálcio, o sódio, o ferro, o cobre e o manganês. Para avaliar o seu valor nutritivo, basta saber que um quilo de mel é igual a: – 5,400 kg de maçãs; 4,500 kg de ervilhas; 2,600 kg de peixe fresco; 1,400 kg de carne de porco; 1,200 kg de pão; 1,000 kg de nozes; 780 g de queijo; 50 ovos; 25 bananas e 40 laranjas. Sendo um dos alimentos mais completos da natureza e portador de propriedades terapêuticas importantes, o mel, se usado regularmente por pessoas de todas as idades e diferentes atividades, pode nutrir, prevenir doenças, dar mais energia, mais vivacidade, mais capacidade física e intelectual, além de ajudar a beleza da pele. Um tipo de mel que pode ser bastante útil no dia-a-dia é o chamado mel Silvestre. Ele é recomendado para uso cotidiano porque é feito com mel de várias plantas e suas propriedades nutritivas são bem balanceadas.    

Própolis

Essa resina colhida pela abelhas em diversas plantas concentra grandes quantidades de óleos essenciais e pólen. Por ser portadora de ação bactericida e bacteriostática, exerce a função de um antibiótico natural. Atua na formação de anticorpos, mata e impede a formação de bactérias e ajuda a aumentar a resistência orgânica. Apesar das pesquisas científicas só terem se identificado nos últimos 30 anos, o conhecimento das propriedades medicinais da própolis remonta à época dos egípcios, que a usavam no embalsamamento dos faraós para conservar seus corpos. A própolis não tem qualquer contra-indicação e para o tratamento de gripes, resfriados e afecções respiratórias (como laringite, rouquidão, faringite, rinite, sinusite e bronquite) pode ser usada em gotas ou misturada ao mel. A bala de própolis e a própolis em spray, são dois derivados que servem principalmente para as afecções da boca, garganta e combate à tosse.  

Repelentes Ecológicos

Além de incômodos, muitos insetos são também preocupantes, pois suas picadas podem provocar alergias ou mesmo transmitir o vírus de doenças como dengue, chagas, febre amarela, e malária, trazendo vários transtornos para a pessoa infectada. A transmissão do vírus tanto quanto o processo alérgico ocorrem através das secreções (saliva e fezes) inoculadas na pele pelos insetos. Para evitar os insetos e riscos desse tipo você pode fazer uso de repelentes convencionais ou contar com a ajuda de uma nova geração de repelentes – os chamados repelentes ecológicos.  

Naturais e Atóxicos

Os novos repelentes que a indústria farmacêutica desenvolveu para ajudar a população na luta contra os insetos, não prejudicaram a saúde nem o meio ambiente. Naturais e atóxicos são feitos à base de plantas medicinais repelentes – como a seguro, tanto para a proteção da pele quanto de ambientes, no meio urbano ou rural. Os repelentes ecológicos são muito eficazes e podem se tornar um importante aliado na luta contra os insetos, especialmente agora que uma epidemia de dengue assola o país. Como ainda não há vacina para imunizar a população contra a dengue, o jeito mais natural de combater o mosquito transmissor da doença – o Aedes aegypis – é fazer uso de repelentes e tomar todas as medidas possíveis para evitar sua proliferação em águas paradas. Da nova geração de repelentes fazem parte o fitospray Citronim e a linha de produtos Citropic. Saiba o que são e como podem ajuda-la(o) na luta contra os insetos.  

O Fitospray Citronim

Desenvolvido por médicos e farmacêuticos da Welleda do Brasil, o fitospray Citronim é dotado de uma composição balanceada de plantas medicinais que propicia ao produto um amplo espectro de atividades repelente sem risco algum para a pele. O Citronim associa, de forma segura, as propriedades repelentes da Citronela e da Andiroba à ação repelente e de controle natural do Nim, tornando assim a fórmula mais eficaz. Além de excelente repelente, o fitospray não agride o ecossistema e a saúde porque é biodegradável, atóxico, hipoalergênico e não irritante para a pele.  

A Linha Citropic

Os produtos da linha Citropic, da indústria Paloma, são feitos à base da Citronela e também incluem repelentes para ambientes, além dos dermatológicos. Os repelentes para a pele são apresentados na forma de spray, minispray, creme e loção, enquanto os de ambientes são comercializados em embalagens plásticas (Citroplus) e na forma de velas aromáticas (Citrovella). Os repelentes para pele são indicados tanto para o dia-a-dia quanto para pescaria, camping, campo, praia e passeios ecológicos. O creme, além de hidratantes, também possui filtro solar, e pode ser usado em banhos de sol. Os repelentes destinados à proteção de ambientes, além de desodorizantes matem os insetos longe da área aromatizada. A Citronella é destinada a ambientes internos e o Citroplus é para ser usado em lampiões e tocheiros, em ambientes externos.